Coisas que estão ao meu alcance x Coisas que não estão ao meu alcance

Diversas vezes, ao longo da vida, nos deparamos com situações que fogem do nosso controle, mas que muitas vezes, tomados pela emoção, acabamos tomando aquilo como nosso, nos culpando, nos frustrando e nos machucando por aquilo que não podemos mudar. É o querer se sentir compreendido (a), exigir respeito ou empatia do outro, esperar e se cansar que o outro faça algo pela gente, entre outras situações.

Neste caso, é preciso um olhar mais reflexivo sobre o que nos pertence e o que não pertence, assumindo assim, nossa real responsabilidade sobre as coisas e nos livrando da bagagem extra, adquirindo mais leveza em nossa caminhada. É o não esperar que a mudança venha do outro, mas ser a própria mudança.

Mas, vamos por partes, saiba que um processo de mudança requer, antes de tudo, paciência. Foco e disciplina também podem ajudar, mas não há uma fórmula perfeita, somos humanos, sujeitos a erros, choros e tropeços, mas capazes de nos levantar e seguir em frente. Caso esteja difícil identificar o que você pode e o que não pode mudar, você pode se inspirar no modelo abaixo: 

Coisas que estão ao meu alcance (e que posso mudar!):

  • Melhorar minha alimentação
  • Cuidar do meu corpo
  • Cuidar da minha saúde mental
  • Acolher minha dor ao invés de me julgar
  • Me criticar menos
  • Respeitar meus limites e vontades
  • Reservar um tempo só para mim
  • Reclamar menos
  • Agradecer mais
  • Modificar meus pensamentos
  • A maneira de ver determinada situação

Coisas que não estão ao meu alcance:

  • Voltar no tempo
  • Obrigar as pessoas a terem o mesmo sentimento que eu
  • Obrigar alguém a ter empatia por mim
  • Querer que alguém pense exatamente como eu

Se preferir, faça você mesmo a sua própria lista do que está e o que não está ao seu alcance, use-a como um exercício de autoconhecimento que pode te ajudar na mudança que almeja.

Midiam T. Laureano - Doctoralia.com.br